Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Catenaccio

O Catenaccio

Esta rubrica é destinada a vangloriar jogadores que, de um dia para o outro, deram um salto qualitativo fora do comum, ou atletas de campeonatos “inferiores”, que nos chamam à atenção por um ou outro motivo.

O defesa esquerdo do FC Paços de Ferreira já não é um nome completamente desconhecido do público português, sendo esta a sua segunda temporada no principal escalão do futebol nacional. Classifica-se por ser um lateral moderno, competente a defender e com muita propensão ofensiva. É dono de uma “canhota” potente e destemida, como provou no jogo frente ao SL Benfica, desferindo um magnífico remate, sem hipóteses de defesa para o guardião contrário. 

Reabciuk.jpg

Com apenas 22 anos de idade, já conta com 24 internacionalizações pela principal seleção da Moldávia. Um jogador tão jovem que já é dono da ala esquerda ao representar o seu país. Apesar da sua seleção não abundar em qualidade, mesmo assim continua a ser sinal das capacidades do atleta.

Chegou a Portugal ainda bastante jovem, e desde logo esteve associado a grandes emblemas. Frequentou a formação do Sporting CP, despois representou o NS Rio Maior, deu o salto para o Belenenses, e posteriormente completou a formação no FC Porto. Realizou três temporadas ao serviço da equipa “B” dos dragões, e no início da temporada transata transferiu-se para o emblema da capital do móvel.

Esta época tem sido uma das principais figuras dos “Castores”, que ocupam a surpreendente sexta posição na tabela classificativa. Reabciuk é totalista na formação pacense, cumprindo os 90 minutos em todos os jogos a contar para o campeonato. No presente ano desportivo, o defesa moldavo já apontou dois golos e realizou uma assistência.

Com contrato até junho 2023, se Reabciuk continuar a progredir a nível exibicional, é provável que saia antes do fim do termo estabelecido, e dê o salto para um emblema com objetivos mais elevados. O lateral esquerdo tem potencial para se estabelecer num dos “três grandes” nos próximos anos, e a nível internacional, tornar-se no melhor jogador da sua posição na história da seleção moldava. Um nome a reter, que deverá ser muito falado no início da próxima época, se não sair já neste mercado de inverno.

 

Fonte da imagem: FC Paços de Ferreira

Redigido por: Diogo Mimoso Ferreira