Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Catenaccio

O Catenaccio

“O Poder da Força” é o nome da rubrica onde escrutinamos carreiras ou momentos de forma de jogadores que se destacaram sobretudo pela potência física e pelo modo como a empregaram no período em que atuaram.
 
 

Adama.PNG

Desta vez, falo de Adama Traoré. Um nome desconhecido para a vasta maioria dos adeptos do futebol europeu, se recuássemos apenas alguns anos atrás. Outrora um menino franzino, hoje um “monstro”, no bom sentido. Em análise está a transformação física do espanhol com raízes no Mali, bem como o sucesso e o protagonismo mundial que isso lhe trouxe.

Adama iniciou o seu processo de formação nas escolas do CE L’Hospitalet, clube dos arredores de Barcelona. Porém, foi em La Masia (onde chegou em 2004) que se deu a conhecer aos mais atentos seguidores do futebol jovem. Em 2014, participou na final da UEFA Youth League, que opôs o FC Barcelona ao SL Benfica. A equipa catalã, que tinha Munier El-Haddadi como maior referência levou a melhor, vencendo por três bolas a zero. Do lado dos encarnados, destacavam-se Gonçalo Guedes, Nuno Santos, Rochinha ou Romário Baldé.

No verão de 2015 transferiu-se para o Aston Villa FC, mas a experiência não correu como esperado. Apesar dos 10 milhões investidos na sua contratação, nunca se afirmou totalmente nos Villans. Na época seguinte, mudou-se para o FC Middlesbrough. Aí sim, o jogador começou a desenvolver-se fisicamente no competitivo Championship, tendo deixado um registo de 71 jogos, 5 golos e 13 assistências.

adama2.PNG

As boas indicações no Boro captaram a atenção do Wolverhampton WFC. Em 2018, o recém-chegado à Premier League apedrejou-se com uma mão cheia de jogadores de qualidade, e Adama Traoré foi um deles. Na primeira época não se assumiu como titular em indiscutível, porém, na segunda (atual) tornou-se peça fundamental no sistema de Nuno Espírito Santo. Num total de 79 jogos, soma 7 golos e 13 assistências.

Claro que, para pertencer o destaque nesta rubrica, é principalmente pela potência. Não sendo um atleta muito alto (1,78) a sua estrutura física é mais notória. Ainda assim, não é tosco de pés. Condição que lhe terá valido bastante na formação do Barcelona. Traoré é uma autêntica locomotiva sem travões. Destacam-se a velocidade, o poder de choque e as mudanças de direção. Tanto pode jogar como extremo, lateral ofensivo ou até ponta de lança móvel. É nas alas que mais se valoriza.

Internacional jovem por Espanha, ainda não se estreou por qualquer seleção principal (tem também a opção Mali). Era para ter vestido a roja no final do ano transato, mas uma lesão adiou a estreia. Com um valor de mercado fixado nos 25M, Adama tem atraído o interesse de clubes como o Liverpool FC nos últimos tempos.

 

Fontes das imagens: Wolverhampton WFC ; Barcelona FC

Redigido por: Filipe Carvalho

 

Pág. 1/13